fbpx
Coronavírus: o impacto nos mais idosos e o que fazer para se proteger!

O epicentro do surto do coronavírus foi na cidade de Wuhan, China. Até agora já foram infetadas cerca de 89.000 pessoas e registadas mais de 3.000 mortes.

Este vírus, que ataca o sistema respiratório, denominado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) Covid-19, pertence à família dos coronavírus, um grupo que reúne desde agentes infeciosos que provocam sintomas de uma constipação até outros com manifestações mais graves, como os causadores da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS).

De acordo com um artigo publicado pelo jornal Americano New York Times, o maior índice de mortalidade provocado por este vírus foi entre os idosos.

A população idosa é a mais suscetível a contrair o Covid-19. O principal motivo para este contágio é a imunossenescência. Por outras palavras, o processo de envelhecimento que conduz à deterioração natural do sistema imunológico.
Posto isto, é importante adotar algumas medidas de prevenção direcionadas para esta faixa etária.

Como prevenir o coronavírus?

  • Mantenha-se hidratado;
  • Lave as mãos com frequência;
  • Não partilhe objetos pessoais;
  • Evite o contato com pessoas vindas de áreas com casos confirmados da doença;
  • Utilize mascara cirúrgica (caso a situação o exija);
  • Mantenha em dia o calendário de vacinação, apesar de ainda não existir uma vacina para este vírus é essencial manter o organismo fortalecido.

Até ao momento existem dois casos confirmados de coronavírus em Portugal, trata-se de um vírus de rápida propagação, o que exige a adoção de medidas de prevenção.

Para mais informações contate o Centro de Contato do Serviço Nacional de Saúde (SNS24) 808242424.